A galeria

Apresentação / Introduction

A Galeria Evandro Carneiro Arte foi fundada e é dirigida pelo marchand, escultor e ex-leiloeiro Evandro Carneiro, conhecedor de artes plásticas e atuante no mercado desde a década de 1960. Inaugurada em 17 de abril de 2018, no bairro da Gávea, Rio de Janeiro, o espaço é bastante confortável, seguro e provido de estacionamento, no Shopping Gávea Trade Center. A galeria está instalada em loja dupla, com dois pisos.

Seu acervo é bem eclético, conforme o gosto e a formação de nosso diretor. A qualidade estética e o rigor ético são os nossos primados mais fundamentais e a visão maior da galeria é a difusão da arte brasileira, em sua diversidade. No primeiro andar, realizamos exposições individuais periódicas (Já houve DJanira, Miranda, Marcier, Brennand, Scorzelli, Tobias, Claudio Valério Teixeira, Mário Mendonça, Ira Etz e Uziel, Helenice Dornelles e Ronaldo Miranda) e no segundo piso, destaca-se o acervo permanente,  em formas e tendências diversas.

Em nossa equipe, uma historiadora da arte e uma historiadora auxiliam Evandro Carneiro a manter e divulgar seu novo negócio, com dedicação e apreço pela causa.

Além de atendermos o público que chega em nosso espaço e desenvolvermos exposições artísticas realizamos avaliações de acervos.

Funcionamos de segunda a sábado, de 10 às 19h.

...

Galeria Evandro Carneiro Arte was founded by and is managed by marchand, sculptor and auctioneer Evandro Carneiro, a fine arts connoisseur who has been active in the market since the 1960s.

The gallery was inaugurated on April 17, 2018 in the Gávea neighborhood of Rio de Janeiro and offers a comfortable and welcoming space with ample parking at shopping Gávea Trade Center. The gallery occupies two floors.

The gallery houses an eclectic collection, which reflects the tastes and long artistic experience of our director. Esthetic quality and ethical exactness are our fundamental hallmarks and the gallery´s main objective is the advancement of diverse Brazilian art. The first floor periodically houses individual exhibits (among them, Djanira, Miranda, Marcier, Brennand, Scorzelli, Tobias, Cláudio Valério Teixeira, Mario Mendonça, Ira Etz and Uziel, Helenice Dornelles and Ronaldo Miranda). The second floor features the permanent collection, with its diverse forms and tendencies.

Essential to the gallery´s team are an historian and an art historian, who each lend dedicated and diligent support to Evandro Carneiro in maintaining and improving his newest initiative.

Beyond hosting the visitors and housing art exhibits, we also carry out collection valuations. 

Trajetória de Evandro Carneiro / Evandro Carneiro ´s trajectory

Nasce em 1946, em Visconde do Rio Branco, Minas Gerais. Muda-se para o Rio de Janeiro em 1956 e em 1962-1963 realiza cursos no Museu de Arte Moderna com os professores Ione Saldanha e Ivan Serpa. Em 1964 ingressa na Escola Nacional de Belas Artes. Um ano depois, ganha o concurso instituído pelo Diário de Notícias para o troféu da Campanha Nacional da Criança, júri composto por G. P. Pinheiro, Raymundo Castro Maya e Hélio Oiticica. No ano de 1966 tem aulas de escultura com Celita Vaccani e ingressa no mercado de arte como funcionário da Galeria Relevo, de Jean Boghici, no Rio de Janeiro. Em 1967-1969 passa a organizar leilões de arte em Brasília, Goiânia e Recife. Em 1971 cria com José Carvalho a Bolsa de Arte do Rio de Janeiro, dela se desligando em 1986. Permaneceu ativo na organização de leilões de arte, até 2017, tendo se tornado leiloeiro público em 1983.

Durante toda a sua trajetória profissional, realizou avaliações de obras de arte, fosse para leilões, companhias seguradoras, garantias em instituições financeiras, além de coleções particulares e acervos públicos. Neste período de tempo, igualmente, organizou diversas exposições para a Bolsa de Arte, a sede do Jockey Club e o Museu Nacional de Belas Artes: Castagneto, Di Cavalcanti, Ceschiatti, Goeldi/ Grassmann / Messias, Kaminagay, Ismael Nery, Wanda Pimentel, Ivan Freitas, Pancetti, Rubem Valentim, Cerâmicas pré-colombianas, Antônio Dias, Modesto Brocos, Rubens Gerchman, Manuel Kantor, Bruno Giorgi, Sergio Telles, Cícero Dias, Eugênio Sigaud, Geza Heller, Portinari, Campofiorito, Aluisio Valle, entre outros.

Paralelamente a estas atividades, sempre desenvolveu seu trabalho de escultor, tendo realizado exposições desde 1987: individual - GB Arte, RJ; “Ousadia da Forma” (1988) - Galeria Matias Marcier, RJ; individual (1989) - Skultura Galeria de Arte, SP; “Nossos anos 80” (1989) - Centro Cultural Laura Alvim; individual (1990) - Galeria Ipanema, RJ. Ainda em 1990 realiza a escultura Cristo Crucificado, em grandes dimensões, para a Catedral Metropolitana de Petrópolis, RJ; individual na Galeria Arte Actual, Santiago do Chile (1991) e execução da escultura Dédalo, em grandes dimensões, para o Palácio dos Leilões, RJ; 1992: individual - Galeria Saramenha, RJ. Neste mesmo ano, realiza atividades no Laboratori Artici di Scultura in Marmo Carlo Nicoli, em Carrara, Itália e participa da exposição coletiva ‘O feminino e o eterno bronze’, juntamente com Agostinelli, Bruno Giorgi, Ceschiatti e Sonia Ebling, no Palácio dos Leilões, RJ. Em 1993: instala a escultura Enigma, em grandes dimensões, no Parque de Esculturas do Shopping Center Recife, PE; sala especial juntamente com Antônio Bandeira e Roberto Burle Marx no Salão de Antiquários e Galerias de Arte - Centro Cultural dos Correios, RJ. 1994: individual no Museu de Arte Moderna, RJ e realização da escultura Cristo Crucificado, em grandes dimensões, para a Igreja São Sebastião de Petrópolis, RJ. 1995: individual - Palácio do Itamaraty, DF. Em 1998 foi membro do júri da 1a Bienal Internacional de Escultura, em Resistência, Argentina, juntamente com Roel Teeuwen (Holanda) e Rafael Canogar (Espanha). 1999: Exposição ‘Escultura Brasileira’, juntamente com José Pedrosa, Vasco Prado, Bruno Giorgi, Sonia Ebling e Heloisa Trenagno, na Galeria Marcus Vieira, Belo Horizonte. 2000: Exposição individual na Galeria Marcus Vieira, Belo Horizonte. Instala cinco esculturas, em grandes dimensões, no Centro Empresarial Barra Shopping, RJ. Exposição ‘A Pedra’ – Galeria Marcus Vieira, Belo Horizonte, com Alfi Viverni, Bruno Giorgi, Sonia Ebling e Victor Brecheret. 2001: individual no Museu Nacional de Belas Artes, RJ e instala a escultura Sirena, em grandes dimensões, no Condomínio La Reserve, RJ. Ainda em 2001, recebe o prêmio São Sebastião de Cultura – Artes Plásticas, outorgado pela Associação Cultural da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. Integra no biênio 2001 / 2003 o Conselho Empresarial de Cultura da Associação Comercial do Rio de Janeiro. Em 2003 cria a empresa Evandro Carneiro Leilões, RJ e é eleito para a Cadeira n. 8 da Academia Brasileira de Arte. Em 2005 instala três esculturas de grandes dimensões no condomínio Península, e outras cinco no Windsor Hotel – Barra da Tijuca, RJ. 2006: individual na Galeria Márcia Barrozo do Amaral, RJ; 2011: “A Arte em Bronze” - Espaço Cultural Engenho Central, Piracicaba, SP. Ainda em 2011, instala em Ouro Preto, por encomenda do prefeito Angelo Oswaldo, duas esculturas: Acqua-via, no Parque Horto dos Contos e Marília de Dirceu na casa de Tomás Antônio Gonzaga. 2013: inaugura a escultura Dom Quixote, no Instituto Mário Mendonça em Tiradentes, MG. 2015: instala duas esculturas em granito de grandes dimensões no Hotel Hilton Barra, RJ. Em 2017 deixa de realizar leilões para fundar sua galeria de arte. 2018: Inaugura a Galeria Evandro Carneiro Arte.

Sua obra escultórica integra os acervos: Museu Nacional de Belas Artes, Museu de Esculturas do Parque da Catacumba e Museu de Belas Artes em Santiago do Chile.

...

Born in 1946, in Visconde do Rio Branco, Minas Gerais State. Carneiro moves to Rio de Janeiro in 1956 and studies at Museu de Arte Moderna (Modern Art Museum) during 1962-1963 under professors Ione Saldanha and Ivan Serpa. In 1964, Carneiro enters Escola Nacional de Belas Artes (National Fine Arts School). One year later, he wins a contest and a trophy created by Diario de Noticias (News Diary) for the Campanha Nacional da Criança (National Children´s Campaign), chosen by a jury made up of G.P. Pinheiro, Raymundo Castro Maya and Hélio Oiticica. Carneiro studies sculpting in1966 with Celina Vaccani and debuts in the art market as a collaborator of Jean Boghici ´s Galeria Relevo, in Rio de Janeiro. During 1967-1969, he begins organizing art auctions in Brasilia, Goiania and Recife. In 1971, together with José Carvalho, Carneiro creates Rio de Janeiro ´s Bolsa de Arte, remaining in it until 1986. He has been active as an organizer of art auctions until 2017, having become a certified public auctioneer in 1983.

Throughout his career, Carneiro has carried out appraisals for auctions, insurers, for guarantees in financial institutions, as well as of private and public collections. He has organized innumerable exhibitions for the Bolsa de Arte, Rio de Janeiro ´s Jockey Club and National Fine Arts Museum: Castagneto, Di Cavalcanti, Ceschiatti, Goeldi/ Grassmann / Messias, Kaminagay, Ismael Nery, Wanda Pimentel, Ivan Freitas, Pancetti, Rubem Valentim, Cerâmicas Pré-Colombianas, Antônio Dias, Modesto Brocos, Rubens Gerchman, Manuel Kantor, Bruno Giorgi, Sergio Telles, Cícero Dias, Eugênio Sigaud, Geza Heller, Portinari, Campofiorito, Aluisio Valle, among many other.

Simultaneously, Carneiro he has always exerted sculpting, holding exhibits since 1987: individual - GB Arte, RJ; “Ousadia da Forma” (1988) - Galeria Matias Marcier, RJ; individual (1989) - Skultura Galeria de Arte, SP; “Nossos anos 80” (1989) - Centro Cultural Laura Alvim; individual (1990) - Galeria Ipanema, RJ. In 1990 creates the large-dimensions Cristo crucificado (crucified Christ), for the Catedral Metropolitana de Petrópolis, RJ; individual at Galeria Arte Actual, Santiago do Chile (1991) and elaboration of the large-size sculpture Dédalo, Palácio dos Leilões (Auction Palace), RJ; 1992: individual - Galeria Saramenha, RJ. During that same year, Carneiro carries out activities at the Laboratori Artici di Scultura in Marmo Carlo Nicoli, em Carrara, Itália and participates in the collective exhibition ‘O feminino e o eterno bronze’ (feminin and the eternal bronze), alongside with Agostinelli, Bruno Giorgi, Ceschiatti e Sonia Ebling, at Palácio dos Leilões, RJ. In 1993, he installs the large-dimensional sculpture Enigma, at the Parque de Esculturas do Shopping Center Recife, PE; special space together with Antônio Bandeira e Roberto Burle Marx at Salão de Antiquários e Galerias de Arte - Centro Cultural dos Correios, RJ. 1994: individual at Museu de Arte Moderna, RJ and realization of the large-sized sculpture Cristo Crucificado, for Igreja São Sebastião de Petrópolis, RJ. 1995: individual - Palácio do Itamaraty (Foreign Relations Palace), DF. Member, in 1998, of the First International Sculpture Biennial, in Resistência, Argentina, with Roel Teeuwen Holanda) and Rafael Canogar (Espanha). 1999: Exhibit ‘Escultura Brasileira’, with José Pedrosa, Vasco Prado, Bruno Giorgi, Sonia Ebling and Heloisa Trenagno, at Galeria Marcus Vieira, Belo Horizonte. 2000: Individual exhibition at Galeria Marcus Vieira, Belo Horizonte. Installs five large-dimensions sculptures, in the Centro Empresarial Barra Shopping, RJ. Exhibit ‘A Pedra’ (The Rock) – Galeria Marcus Vieira, Belo Horizonte, with Alfi Viverni, Bruno Giorgi, Sonia Ebling and Victor Brecheret. 2001: individual at Museu Nacional de Belas Artes, RJ and installs large-dimensions sculpture Sirena, at Condomínio La Reserve, RJ. Still in 2001, Carneiro is awarded the prize São Sebastião de Cultura – Artes Plásticas, by Associação Cultural da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. During the biennium 2001 / 2003 is a member of Conselho Empresarial de Cultura da Associação Comercial do Rio de Janeiro. In 2003, he creates the enterprise Evandro Carneiro Leilões, RJ (EC Auctions) and is elected for the Brazilian Art Academy, para a Cadeira n. 8 (Chair n.8 - Chairs are numbered in honor of previous outstanding artists). Installs, in 2005, three large-dimensions sculptures at condomínio Península, and another five at Windsor Hotel – Barra da Tijuca, RJ. 2006: individual at Galeria Márcia Barrozo do Amaral, RJ; 2011: “A Arte em Bronze” - Espaço Cultural Engenho Central, Piracicaba, SP. Still in 2011, he installs in Ouro Preto, by request of its major, Angelo Oswaldo, two sculptures: Acqua-via, at Parque Horto dos Contos and Marília de Dirceu at the House of Tomás Antônio Gonzaga. In 2013, Carneiro inaugurates the sculpture Dom Quixote, at Instituto Mário Mendonça in Tiradentes, MG. In 2015, he installs two large-dimension granite sculptures at Hotel Hilton Barra, RJ. In 2017, Carneiro ceases holding auctions to create his own art gallery. In 2018, he inaugurates the Evandro Carneiro Art Gallery.

His sculptural art is part of the collections: Museu National de Belas Artes, Museu de Esculturas do Parque da Catacumba (Rio de Janeiro), and the Fine Arts Museum in Santiago, Chile.